• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Evento Orgulho Autista evidencia importância da empatia e do acolhimento

 

Publicado em: 28/07/2022 17:55 | Fonte/Agência: Secretaria de Comunicação

Whatsapp

 

Encontro realizado nesta quinta-feira (28) pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Família, reuniu representantes do poder público, sociedade e terceiro setor
    
A fim de fortalecer as políticas públicas relacionadas às pessoas com autismo, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Família promoveram na tarde desta quinta-feira (28) o evento Orgulho Autista, para tratar de diversas questões relacionadas ao autismo, desde a importância do diagnóstico até o acolhimento de mães e pais cujos filhos são diagnosticados com o TEA – Transtorno do Espectro Autista.
    
Além desta rede de atendimento importante para o tratamento de crianças autistas, que envolve de forma especial as áreas da Saúde e Educação, outras questões também foram destacadas: a relevância de atitudes como empatia, respeito e a observação das potencialidades de cada criança diagnosticada com autismo.
    
Aberto pelo presidente do conselho, Marcos Farias, que reportou o aumento de casos de autismo no mundo todo, e com as boas vindas da secretária de Desenvolvimento Social e Família, Ieda Tolardo; o evento contou com palestras esclarecedoras de pessoas atuantes no tema, como o presidente da Ong Onda-Autismo, Fábio Cordeiro; a apresentadora do Programa Empodera Mulher da Rede Massa, Gisele Camargo; a representante do Instituto Anjo Azul, Fernanda Rosa; e a representante do Projeto TEAtecendo Redes, Ivone Costa Rosa.
    
As representantes das secretarias de Saúde, Cheron Rothemann; e da Educação, a coordenadora da Educação Especial, Gleice Esperanceta, também relataram o panorama atual de atendimento a crianças e pessoas autistas, e os avanços que são obtidos passo a passo no município. Na área da Saúde, foram enumeradas ações como a confecção da Carteirinha do Autista, o atendimento de neuropediatria, equoterapia e psicologia para autistas. No âmbito da Educação, a qualificação de profissionais e a busca pela inclusão e o processo de autonomia das crianças autistas.
    
“Fechamos o ano passado com 32 estudantes da rede municipal com autismo. Hoje este número está em 57, um aumento visível que desperta a necessidade de evoluir nos processos de aprendizagem. Cada vez que uma criança chega com o laudo sempre pensamos na melhor forma de incluir, incentivando a interação e a autonomia”, informou a coordenadora da Educação Especial, Gleice Esperanceta.
    
O presidente da Onda-Autismo, Fábio Cordeiro, disse que o transtorno é uma parte da condição e que quando as demandas necessárias são supridas é possível às famílias ter qualidade de vida e autonomia. “A pessoa não se resume ao transtorno. É preciso que se enxergue e se atente às potencialidades, que são imensas nas pessoas autistas. Ao falarmos de orgulho autista é disto que estamos falando, como cada pessoa é única e repleta de potencialidades”, disse Fábio.
    
Em suas considerações, as palestrantes Fernanda Rosa e Ivone Costa Rosa, respectivamente do Instituto Anjo Azul e TEAtecendo Redes, destacaram a importância do acolhimento das mães e familiares, e de políticas públicas voltadas às pessoas com autismo, além da necessária atuação integrada entre a família, e os setores de saúde e educação, para o desenvolvimento sadio das crianças diagnosticadas com TEA.  
      
O evento também contou com a participação do presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo José Lago (Dudu) e dos vereadores Kayo Augustus, Edson dos Santos Paula (Negão) e Sandro Eleno Andreatta, além de representantes de entidades, profissionais ligados ao tema, população e lideranças locais.

TRANSMISSÃO - O evento também foi transmitido ao vivo pelo Facebook oficial da Prefeitura, com possibilidade de interação dos participantes.