• (41) 3671-8800
  • Seg. à Sex. 8h00 às 12h e 13h30 às 17h30

Marco para a Saúde: Quatro Barras já está integrada ao SAMU 24h

 

Publicado em: 03/12/2021 15:20 | Fonte/Agência: Secretaria de Comunicação

Whatsapp

 

Atendimento à população do município será prestado pela base local e pela base da Microrregião Nordeste da Região Metropolitana de Curitiba, inaugurada nesta quarta-feira (1º) em Colombo. Atendimento é via Central 192 
    
Desde a quarta-feira (1º), Quatro Barras passou a estar oficialmente integrada ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), uma conquista para a área da Saúde no que se refere ao atendimento de emergência 24 horas. O atendimento à população do município será prestado pela base local do município, que dispõe de uma ambulância padrão Bravo, e pela base da Microrregião Nordeste da Região Metropolitana de Curitiba, inaugurada nesta semana em Colombo, e equipada com duas ambulâncias – uma padrão Bravo e outra padrão Alfa, composta por médico, enfermeiro e socorrista.
    
A notícia foi comemorada pelas equipes municipais de Saúde, pela viabilização efetiva do atendimento 192. A secretária de Saúde, Daniela Ribeiro Cunha, esteve em Colombo na quarta-feira para acompanhar a inauguração da base de atendimento. “É um avanço para Quatro Barras na prestação do atendimento móvel de urgência e emergência. Hoje inauguramos oficialmente o serviço do SAMU no município, um sonho nosso e do prefeito Loreno Tolardo que se realiza, fruto de um trabalho que começou em 2013, com as primeiras reuniões que tivemos”, disse a secretária, que representou o prefeito no evento.
    
“O prefeito e toda a nossa equipe não mediram esforços para viabilizar mais esta conquista, que acontece de forma integrada com os municípios da Região Metropolitana e com o Governo do Estado. É um marco para a área da Saúde, um momento histórico e uma segurança para as famílias, que poderão contar com um atendimento rápido e eficaz, que salvará muitas vidas”, disse Daniela.

Além de Quatro Barras, os municípios de Campina Grande do Sul e Bocaiúva do Sul também passam a ser atendidos pela base SAMU de Colombo, nos casos emergenciais em que há necessidade de atendimento da ambulância Alfa. Em casos menos graves, o atendimento é realizado pela ambulância Bravo, disponível na base de atendimento de Quatro Barras.

A solenidade em Colombo foi acompanhada pelo prefeito da cidade, Helder Lazarotto; pelo chefe de gabinete do secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, Dr. César Augusto Neves; pelo diretor da 2ª Regional de Saúde do Paraná, Dr. José Dalmi Dissenha;  pela gerente de Atenção à Urgência e Emergência da SESA, Giovana Fratin.

SAMU – O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido alguma situação de urgência ou emergência de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, entre outras, que possa levar a sofrimento, a sequelas ou mesmo a morte.  Trata-se de um serviço pré-hospitalar, que visa conectar as vítimas aos recursos que elas necessitam e com a maior brevidade possível.

É um serviço gratuito, que funciona 24 horas, por meio da prestação de orientações e do envio de veículos tripulados por equipe capacitada, acessado pelo número “192” e acionado por uma Central de Regulação das Urgências.

Quando solicitar:
•    Na ocorrência de problemas cardiorrespiratórios;
•    Intoxicação exógena e envenenamento;
•    Queimaduras graves;
•    Na ocorrência de maus tratos;
•    Trabalhos de parto em que haja risco de morte da mãe ou do feto;
•    Em tentativas de suicídio;
•    Crises hipertensivas e dores no peito de aparecimento súbito;
•    Quando houver acidentes/traumas com vítimas;
•    Afogamentos;
•    Choque elétrico;
•    Acidentes com produtos perigosos;
•    Suspeita de infarto ou AVC (alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpo e desvio da comissura labial são os sintomas mais comuns);
•    Agressão por arma de fogo ou arma branca;
•    Soterramento, Desabamento;
•    Crises convulsivas;
•    Transferência inter-hospitalar de doentes graves;
•    Outras situações consideradas de urgência ou emergência, com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.


Imagens