Quatro Barras lança Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora

Quatro Barras lança Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora


Publicado em: 21/11/2018 17:13 | Fonte/Agência: Departamento de Comunicação

Whatsapp

 

Quatro Barras lança Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora

O serviço é um avanço importante para crianças e adolescentes que necessitam de medidas protetivas. Foco é preservar o convívio familiar e comunitário

Quatro Barras lançou na noite desta terça-feira (20) o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora, uma política pública que representa um avanço no atendimento a crianças e adolescentes que estão sob medidas de proteção. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cultura, e traz um novo olhar sobre o encaminhamento do público infanto-juvenil que teve seus direitos violados.

Na prática, o serviço consiste em cadastrar e capacitar famílias da comunidade para receberem em suas casas, por um período determinado, crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social, dando-lhes acolhida, amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária.

A Família Acolhedora representa a possibilidade de continuidade da convivência familiar em ambiente sadio para a criança ou adolescente. O acolhimento tem caráter provisório, até que a criança retorne à família de origem, ou seja encaminhada para adoção, em caso de destituição do poder familiar.


Como funciona
Tudo começa com a inscrição das famílias interessadas. Elas poderão conhecer o funcionamento do programa no edital lançado pela Prefeitura nesta terça-feira (20) e solicitar a inscrição. Depois, as famílias serão selecionadas e capacitadas pela equipe técnica do Serviço de Acolhimento, composta pela assistente social Nadir Pedroso e pela psicóloga Débora Rodrigues.

A secretária de Assistência Social e Cultura, Adriane Gomes Andreatta, disse que até então as crianças e adolescentes com direitos violados eram encaminhados a instituições credenciadas, porém para garantir um desenvolvimento saudável em ambiente adequado era preciso mais. "Foi pensando em realmente criar uma política pública voltada as crianças e adolescentes que há cerca de um ano estamos estudando, nos capacitando e criando o serviço em Quatro Barras. Nosso maior objetivo é preservar este convívio familiar e comunitário, e todos os valores e aprendizados que ele envolve", destacou Adriane.  

O lançamento do Família Acolhedora é fruto de uma longa caminhada. Para sua implantação foi necessária a criação de uma Lei Municipal com todos os parâmetros do serviço. "Tivemos uma contribuição muito importante da advogada Dra. Amanda Peron, e de toda a equipe da Secretaria. Juntas sentamos, discutimos e formulamos a lei", contou a secretária.

No evento desta terça-feira um dos focos foi a sensibilização. Comunidade, autoridades, representantes de igrejas e escolas, Rotary Club e a rede de proteção puderam conhecer o serviço. Além da apresentação do serviço, o público acompanhou a palestra da psicóloga e coordenadora há 11 anos do Serviço Família Acolhedora no Município de Piên, Tatiane Katzer. Ela esclareceu dúvidas e explicou o funcionamento do serviço, sua amplitude e os benefícios para a comunidade.

O prefeito Angelo Andreatta (Lara) disse que Quatro Barras avança com a implantação do serviço. "Mais do que garantir direitos, queremos que nossas crianças e adolescentes não percam este convívio familiar que é tão importante nessa fase de formação. Hoje avançamos muito", afirmou Lara.

Mais informações: (41) 99102-1627.