Quatro Barras intensifica campanha de vacinação de adolescentes

Quatro Barras intensifica campanha de vacinação de adolescentes


Publicado em: 13/07/2018 15:46 | Fonte/Agência: Departamento de Comunicação

Whatsapp

 

Quatro Barras intensifica campanha de vacinação de adolescentes

Brasil registra o menor índice de vacinação nesta faixa etária. Profissionais da Saúde alertam para importância da prevenção

As Unidades de Saúde de Quatro Barras estão intensificando a campanha de vacinação de adolescentes - a faixa etária que menos vem recebendo prevenção em todo o país. Profissionais da Secretaria de Saúde alertam para a importância da vacinação que é decisiva para evitar o contágio e a propagação de várias doenças, minimizando riscos e até mortes.

Em Quatro Barras, o foco da campanha está na aplicação de três vacinas: a Tríplice Viral, que previne contra o sarampo, a caxumba e a rubéola; a Meningo C, que previne a meningite; e o HPV, que previne contra infecções provocadas pelo vírus papiloma humano, causador de vários tipos de câncer, como o câncer de colo do útero.

As vacinas estão disponíveis gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde e as campanhas são permanentes, sem data para acabar. O secretário de Saúde, Leonardo Presa, diz que a adesão da comunidade é essencial para garantir a saúde dos adolescentes e evitar surtos de doenças que já foram 'erradicadas', mas que podem voltar.

Saiba mais
O sarampo é uma doença altamente contagiosa e que pode ser prevenida com a vacina. São duas doses para a imunização. Os sintomas iniciais da doença incluem febre, tosse persistente, irritação ocular e corrimento do nariz. Após este sintomas, geralmente há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto e no corpo. A transmissão ocorre através de tosse, espirros, fala ou respiração. Mesmo aqueles que tomaram a vacina na infância precisam de reforço na adolescência.

A Meningite, em algumas das suas formas mais graves, também pode ser prevenida com a vacina. A Meningo C protege contra esta doença contagiosa e grave, que pode acarretar a morte. Entre os sintomas estão febre alta, rigidez na nuca, dor de cabeça, alterações mentais, convulsão, vômito e, em alguns casos, manchas avermelhadas na pele. A transmissão também ocorre de pessoa para pessoa, pela tosse, espirros, fala ou respiração. Neste caso, devem ser vacinados adolescentes entre 11 e antes dos 15 anos. 

O HPV é um vírus que pode ser transmitido pela via sexual ou pelo contato direto com a pele. Ele é responsável pelo aparecimento das verrugas genitais, conhecidas também como condiloma acuminado ou crista de galo. Mas o que torna o HPV um problema sério de saúde pública é a sua capacidade de provocar alguns tipos de câncer. A forma mais comum de contaminação é o contato íntimo desprotegido. Para evitar o contágio desta e de outras doenças, a melhor forma de prevenção é a vacinação. No caso do HPV, duas doses da vacina devem ser aplicadas dos 9 aos 14 anos.