Principais vias de Quatro Barras terão alteração de sentido

Principais vias de Quatro Barras terão alteração de sentido


Publicado em: 16/01/2018 09:04

Whatsapp

 

Quatro Barras terá alteração de sentido nas vias centrais de maior circulação já nos próximos dias. A Avenida Dom Pedro II voltará a ter sentido duplo entre as ruas São Sebastião e Miguel Vidolin. Outras três ruas também voltam a ter sentido duplo: a Avenida São Sebastião, entre as ruas Dom Pedro II e Nilo Fávaro; a Nilo Fávaro entre as ruas São Sebastião e Miguel Vidolin; e a rua Miguel Vidolin entre as ruas Dom Pedro II e Nilo Fávaro.
Outra mudança será implantada na Travessa Darif, que liga a Rua 25 de Janeiro à Avenida São Sebastião. Este trecho passa a ser preferencial. Além da alteração de sentidos, em uma segunda etapa a Prefeitura vai implantar o projeto de revitalização da Avenida Dom Pedro II, que contempla novas rotatórias para facilitar o fluxo, vagas de estacionamento lineares (no sentido da via), restauração de calçadas e a instalação de sinalização vertical e horizontal.
Uma das rotatórias vai substituir o semáforo central, na Avenida Dom Pedro II com a São Sebastião, e a outra será instalada na interseção das ruas Catarina Knapik e Dom Pedro II, próximo à Delegacia de Polícia, a fim de reduzir acidentes.
Decisão conjunta
A alteração de sentido das vias tem a proposta de incentivar o comércio e restabelecer o acesso principal da cidade. Moradores, turistas e visitantes agora voltarão a entrar pela "porta da frente" da cidade. A decisão da alteração de sentidos foi uma medida compartilhada. No início de 2017, a Prefeitura convocou uma audiência pública com comerciantes e moradores da Avenida Dom Pedro II e ruas do entorno para discutir qual a melhor solução para o fluxo viário na região central. A vontade da maioria prevaleceu.
Segundo informações da Secretaria de Urbanismo, Infraestrutura e Frotas, a implantação do novo sentido será realizada já nos próximos dias. Equipes do Departamento de Trânsito de Quatro Barras (QBTRAN) vão orientar motoristas e pedestres sobre as mudanças, para que a transição ocorra da forma mais segura.


Leia também