Prefeitura implanta novo almoxarifado para estoque de medicamentos

Prefeitura implanta novo almoxarifado para estoque de medicamentos


Publicado em: 30/06/2017 09:51

Whatsapp

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Quatro Barras implantou um novo almoxarifado para estocar os medicamentos que são semanalmente distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde. A mudança foi um salto em termos de condições de armazenagem, organização e planejamento.
   
Antes estocados no Almoxarifado Central, onde também ficam alocados outros produtos, os medicamentos agora são armazenados em um local mais amplo, ventilado, com climatização e plataforma para carga e descarga. O prefeito Angelo Andreatta (Lara) esteve na Central de Abastecimento Farmacêutico (como o almoxarifado é denominado) e acompanhou os novos procedimentos de armazenagem e controle.
   
Lara enfatizou a importância do novo modelo de estocagem e também a preocupação em manter as Unidades de Saúde sempre bem abastecidas. "Só neste semestre já investimos mais de R$ 700 mil na aquisição de medicamentos, por entender que é uma prioridade. Quando iniciamos o governo nos deparamos com o estoque zerado nas farmácias, já que o município ficou há mais de um ano sem licitação para a compra de medicamentos. Ficamos preocupados e justamente por isso essa foi uma das primeiras aquisições da nossa gestão", disse Lara.
   
Segundo ele, hoje o município dispõe de 170 tipos de remédios que são fornecidos à população, um número que será ainda maior com a nova licitação que será aberta no mês de julho.    
   
O montante de R$ 700 mil é apenas uma parte do valor que a Prefeitura está aplicando na aquisição de medicamentos. Ele diz respeito apenas aos lotes já fornecidos ao município, mas outros ainda serão entregues. O investimento total soma mais de R$ 1,2 milhão.    
   
Além da compra propriamente dita, a Secretaria de Saúde também estuda como aplicar da melhor forma os recursos. Um estudo da farmacêutica e responsável técnica pelo CAF, Erica Ciconini de Melo, apontou que a aquisição de medicamentos via consórcio deve gerar só neste ano uma economia de aproximadamente R$ 400 mil - um recurso que poderá ser investido para ampliar ainda mais o fornecimento de medicamentos.
   
"O município assume um papel determinante na aquisição. Hoje o valor aplicado pela Prefeitura por habitante em média é de R$ 50 ao ano, enquanto o Estado financia R$ 2,36 e o governo federal R$ 5,10", contou Erica.

Armazenamento
O novo modelo de armazenagem também foi comentado pelo presidente do Conselho Municipal de Saúde, Bento Sartori de Camargo, e pelo presidente da Câmara de Cidadania, Edmirso Abreu, que acompanhou desde o início o processo de mudança. "Foi um avanço importante e em tempo recorde. Também nos preocupamos com a questão do armazenamento. É um tópico que merece especial atenção", enfatizou Bento.  
   
O secretário de Saúde, Leonardo Presa, disse que o novo modelo começou a ser implantado ainda na gestão da então secretária de Saúde, Cássia Borsari, e que é um avanço em termos de armazenagem e controle, já que segue os parâmetros propostos pela Anvisa. "A implantação do CAF foi sem dúvida uma conquista. Mais do que assegurar o fornecimento de medicamentos à população, estamos prezando pela qualidade com que eles chegam aos pacientes", disse.  


Leia também

Secretaria Municipal de Educação

Programação diferente no mês das crianças nas Escolas e CMEIs.

11/10/2019 16:32

Secretaria Municipal de Esporte Lazer e Juventude

Bolsa Atleta 2020

07/10/2019 17:51

Secretaria Municipal de Ordem Pública

OPERAÇÃO SINERGIA - QUATRO BARRAS

07/10/2019 15:31

Secretaria Municipal de Ordem Pública

DEFESA CIVIL DE QUATRO BARRAS QUALIFICA SERVIDORES PARA ATENDIMENTOS DE EMERGÊNCIA

01/10/2019 15:34